Clássicos até o Fim: Alundra [12]

Antes de dar continuidade ao enredo, vamos atrás de mais alguns itens que ficaram pra trás e que descobri como pegá-los. Começamos pelo norte do mapa, perto da Coal Mine. Suba as escadas, estoure o bloco e continue subindo. Encontre uma ponte à esquerda e caia na água pelo lado esquerdo, descendo em seguida. Suba nas escadas de madeira e, ali naquela ilha, no alto, mais um Gilded Falcon te espera.

Agora siga até o Water Mill, à leste de Inoa. À partir dele, suba reto até achar uma parede com uma rocha na frente. Ali dentro tem mais uma Herb e mais três baús do outro lado. Use o teleporte, pegue 30 Gilder em um deles, mate o outro (baú fake) e pegue mais um Gilded Falcon no outro. Agora sim, voltemos à Inoa para saber as novidades.

E as novidades são as seguintes:

• parece que Kline andou causando alguns problemas na vila, alguns moradores andam com medo dele por motivos… estranhos;

Bonaire ainda está puto por eu não ter salvo Nadia, mas ele que se dane;

• uma nova visitante está na vila, e parece que ela tem os mesmos poderes que os meus;

Lutas reclama que, se ela tivesse chegado antes na vila, talvez Nadia não tivesse morrido… obrigado pela consideração, Lutas;

• falando com Septimus, ele comenta sobre a nova moradora e diz que Myra está doente por conta dos pesadelos;

• fui até a casa de Myra e a encontrei saudável;

• ao lado dela, Meia explica que não podemos dar uma brecha sequer, ou os demônios vão invadir os sonhos e transformá-los em pesadelos. Nisso entra Septimus, que começa um logo papo sobre pesadelos, sonhos e o poder de criação do povo de Inoa, que praticamente inexiste. Ele comenta que apenas Jess anda criando coisas novas, mas baseando-se na morte de entes queridos, como Nadia e Olen, de onde tira criatividade para formar novas ferramentas e armas. Septimus diz que criatividade está atrelada à vida humana, sendo algo indispensável à mesma. Sem a motivação para criar coisas novas, o povo de Inoa está fadado à perecer perante o poder maligno dos pesadelos fatais. Meia intervém na conversa e diz que tudo que Septimus disse não vale de nada, e que existe um meio de parar os pesadelos sem esse lance de criação do povo de Inoa. Ela sai da sala, aparentente muito aborrecida com as conclusões do estudante.

Meia deixa todo mundo grilado com suas idéias...

A cena agora mostra Alundra dormindo, quando do nada Kline entra pelo telhado e cai na cama, fazendo o garoto sair de lá em um pulo! Kline parecia possuído por alguma coisa… Jess entra assustado na sala, mas Kline sai de cena, dizendo que ele e Alundra vão se encontrar denovo! Ao sair da casa de Jess, Septimus aparece para dizer que viu Kline passar na frente da sua casa com uma expressão de horror! De repente, um urro é ouvido e Septimus sugere encontrarmos o cara. Não sei vocês, mas eu voltaria pra casa e me esconderia debaixo da cama…

Os dois saem pela vila de madrugada procurando por Kline. São apenas 3 casas que podemos entrar, mas isso nem chega a acontecer. Como se cansam de perseguir o cara sem ter sucesso, ambos decidem esperar o dia amanhecer para tentar pegá-lo em sua casa. Assim que acordar, desça as escadas e Jess vem nos contar que Kline mudou sua personalidade, ou por alguma doença, por ter tido algum pesadelo. Pesadelos mudando pessoas… Jess pede para que salvemos o pobre Kline.

Chegando em sua casa, muitas pessoas comentam sobre o estado do cara. Ao entrar, me deparo com Meia dizendo que é tarde, que o corpo de Kline já está completamente tomado pelo mal, por conta do pesadelo que o aflige. Nisso chega Septimus e diz que chegou a hora de salvar Kline. Meia reluta e diz que o pesadelo já devorou a alma do pobre homem, e que nada pode ser feito, à não ser restaurar sua humanidade. Se seu pesadelo for destruído, ele o será também.

Diante da difícil situação, Septimus está mais confuso do que nunca! Ele questiona se os pesadelos são provocados por algum poder maléfico… Meia fica impaciente, enquanto Beaumont pergunta se Kline ainda tem alguma chance, pergunta negada por Meia. Septimus está confiante, e pede para Alundra entrar na mente de Kline para investigar…

Kline’s Nightmare

O pesadelo acontece em uma região congelada, cenário único no game todo. Entre pela passagem ao norte e, na próxima tela, ative siga primeiro pelos caminhos laterais e pise nos botões, para só depois seguir pelo centro e pisar no último botão, abrindo o portão na sua frente. Assim que chegar na próxima tela, siga para o sul. Após a grande bola de espinhos, continue descendo e vire à direita, encontrando um save point no caminho. Recupere as energias ali e, ao sair do save point, suba, passando por uns vasos pelo caminho. Quando o caminho se dividir denovo, siga primeiro por cima e entre na caverna.

deixe o botão do meio por último

Nessa sala existem três alavancas giratórias, por meio delas podemos controlar os movimentos de uma pequena pedra que sai rolando assim que ativamos uma das alavancas. O objetivo é levar a bola menor até as maiores, para abrir o caminho ao norte. Mais acima, monstros iguais à Sara, no pesadelo de Bonaire, surgem, mas são mais fáceis de enfrentar. Matando-os, suba e caia em um dos buracos para fazer outro botão aparecer. Pise em todos para os pilares se erguerem, suba as escadas logo abaixo e salte neles até alcançar o outro lado. Suba, mate mais dois monstros e pise no botão: um aviso diz que uma porta foi aberta em algum lugar. Volte por cima e pegue um Gilded Falcon no baú. Na estátua, poderá encher seu HP/MP. Saia e pegue o caminho ao sul.

siga pelos pilares, pise no botão e não esqueça do Gilded Falcon

Agora chegamos em mais um puzzle maldito que vai se repetir várias vezes no jogo, o puzzle dos pilares de gelo! São 4 botões no alto que precisam ser ativados, e são 3 os pilares de gelo que podem ser empurrados pelo tela. Como são de gelo, qualquer empurrão os faz deslizar sem freios, indo parar somente em paredes ou em algum obstáculo no caminho. Pra ajudar, existe um baú ainda nesta sala, o que vai nos obrigar a resolver DUAS VEZES esse puzzle.

Bom, para facilitar as coisas, fiz essa representação abaixo dos pilares e vou indicar a ordem de como consegui passar por aqui: empurre o P1 (pilar 1) para cima, depois o P2 para cima e para esquerda. Por último, empurre o P3 para cima e pise no último botão. Isso vai abrir a grade. Saia da sala e volte, fique tranquilo que a grade não vai se fechar. Agora empurre o P1 para cima, P2 para cima e para esquerda, P3 pra cima, direita e pra baixo. Use as escadas para pular nos pilares, acione a alavanca para inverter a altura das plataformas e colete mais um Life Vessel (21) no baú, subindo as escadas em seguida.

basta seguir as coordenadas de acordo com a numeração dos pilares

Mais uma sala com pilares, apenas siga a imagem e as coordenadas: empurre o P4 pra cima e pra direita; P3 para cima e esquerda; P2 pra cima e P1 pra direita; P1 pra baixo e P5 pra cima! Suba as escadas ao sul.

aqui é um pouco mais difícil

E lá vamos nós denovo com os pilares de gelo, só que desta vez mais simples: apenas siga pro pilar à nordeste e empurre-o pra baixo e pra esquerda em seguida; depois para cima e pra direita, sempre no mesmo pilar. Ele será usado para alcançar as escadas acima. Nota: a sala central não contém nada de interessante.

basta dar a volta com esse pilar pela sala para poder alcançar a parte alta

Outra sala com pilares gelados, e também a mais difícil! Vamos começar o empurra-empurra logo de uma vez: P7 cima, P6 direita, P4 cima, P5 direita, P6 cima, P2 ou P3 cima, esquerda, cima e direita, para pará-lo sobre o botão! Pule na plataforma abaixo e dela pro baú, pegando uma chave! Caia nos buracos centrais e saia da torre.

Saindo, siga na direção do save point e notará uma porta aberta em outra torre. Entre e pegue a chave no piso mais baixo. Suba com cuidado evitando as bolas de espinhos e saia da sala. Siga para direita e pra baixo, entrando em mais uma porta. Mais um puzzle sacana, mas dessa vez com aquelas setas que movem Alundra automaticamente, nos obrigando a acertar o caminho custe o que custar. Não existe segredos aqui, não temos espinhos pelo caminho, muito menos buracos. Basta paciência para acertar as setas certas e achar o caminho até o norte da sala. Vale lembrar que Alundra pode pular quando está nos pisos comuns no meio do monte de setas, facilitando o trabalho. No alto, mate as sombras e empurre o pilar de gelo pro botão, pisando no outro em seguida.

pule na tela das setas para facilitar

Na quarta sala com pilares, faça o seguinte: empurre o P3 para esquerda, depois pra cima, empurre o P2 pra baixo e pra direita e o P1 pra direita. Use os pilares para dar a volta por cima na sala e suba as escadas.

menos pilares, mas nem por isso mais fácil

A sala acima é simples: basta pisar no botão no alto e ir pisando nos outros que forem aparecendo em sequência. Mas seja rápido, pois os botões somem depois de alguns segundos. Após acionar os 10 botões, a grade é aberta. O baú no centro ainda não é acessível, então, suba as escadas denovo.

Na tela acima, basta matar os monstros, empurrar o pilar e subir no local, pisando no botão logo abaixo. Agora é preciso pular nas setas e seguir caminho até a plataforma central que surgiu. Essas setas são diferentes das outras que já interagimos: nessas é possível controlar Alundra normalmente, o que ajuda na hora de desviar das bolas de espinhos. Estando na plataforma central, salte em direção ao sul e colete mais uma chave no baú antes inacessível. Suba novamente e siga pro outro lado, usando as mesmas setas!

caia na parte central para alcançar o baú logo abaixo

Estando em uma ponte, siga para as três grades e use suas três chaves para abri-las. Na próxima sala, basta ir subindo, desviando das bolas de espinhos e coletar, no caminho, uma Herb e um Strenght Tonic. Suba as escadas, recupere energia na estátua e vamos enfrentar o pesadelo de Kline!

Chefe: ????????

monstrinho bonito esse que Kline se transformou...

A tela mostra Kline fazendo um sinal de negação e, atrás dele, surge uma criatura bestial, provocando horror nos olhos do caçador! O único ataque do bicho é jogar vários Slimes na tela e sugá-los de volta! Mantenha Kline afastado do bicho e ataque-o sem dó, com bombas, magias, espada ou com a Iron Flain, extremamente útil aqui. Depois de alguns ataques, Septimus começa a falar com Alundra, dizendo que Kline está berrando de dor e pede que Alundra saia de sua mente!

Assim que volta, Alundra e os outros presenciam a cena de transformação de Kline em um lobisomem, que prontamente ataca Alundra! A luta agora é em Inoa e é preciso, infelizmente abater Kline. A luta é simples, com uns 10 acertos Kline acaba tombando. E morrendo.

a luta contra Kline transformado

Mais um morador de Inoa é vítima dos fatais pesadelos, dessa vez, o guerreiro escalado para proteger a vila, um dos mais fortes moradores, sucumbiu aos poderes maléficos de Melzas. Todos ficam horrorizados diante do corpo de Kline, e vão embora pra casa.

o derradeiro fim do protetor de Inoa

No dia seguinte, ao sair da cama, Jess presenteia Alundra com mais uma de suas invenções: o Hunter’s Bow (arco-e-flechas)! Jess ainda dá a dica da próxima parada: o pântano, onde um lagarto gigante vive!

o lendário Hunter's Bow

Na próxima parte, vamos ver do que se trata tudo isso!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s