Clássicos até o Fim: Alundra [17]

Sybill foi cruelmente assassinada. Como não fazemos idéia de quem é o assassino (tenho alguns suspeitos em mente), Septimus chama Alundra para casa de Myra, afim de entrar em seus sonhos enquanto ela dorme. E aqui começa mais uma dungeon, bem simples, mas com alguns puzzles pra variar.

Antes de começar, algumas explicações: a dungeon é uma enorme área, onde, inicialmente, devemos achar Meia (que está em sua fase de infância no sonho). Darei as coordenadas de onde a menina está escondida, sempre que ela for achada, abrirá uma das sete portas no alto da tela, começando da esquerda pra direita.

Pois bem, aí vão as coordenadas:

1 – Meia está logo acima de onde começamos, apenas siga em frente, use as plataformas móveis para subir e dê a volta por cima, saltando na plataforma onde a garota está; no caminho, pegue um Life Vessel no baú (27);

1-1 – a primeira porta (à extrema esquerda) nos leva à um simples puzzle onde basta acertar as alavancas e usar as plataformas para alcançar a estátua; acerte a estátua três vezes e pise onde ela estava; uma cena vai mostrar coisas do passado de Meia, nessa primeira cena, Meia tenta justificar para sua mãe (que parece ser perseguida por uma multidão) que seu pai morreu num terrível acidente, e não pelo fato dele não acreditar em deuses;

acerte todas as alavancas e destrua a estátua central


2 – Meia se encontra no meio do caminho que fizemos para achá-la da primeira vez;

2-2 – apenas salte nas plataformas quebráveis rapidamente e pise no switch; saia saltando denovo até a estátua; a próxima cena mostra Meia e sua mãe em uma biblioteca, enquanto sua mãe está atarefada atrás de livros, Meia está preocupada com a extrema devoção de sua mãe para com os deuses;


3 – acima de onde à encontramos pela última vez; use os muros para alcançar a porta aberta;

3-2 – um pouco mais díficil dessa vez; nade pela esquerda, pegue a tocha e jogue-a na planta à direita; caia na água e use a plataforma inicial para pegar outra tocha, jogando na planta que estava atrás da primeira; siga pela direita, pegue a última tocha, salte nas plataformas móveis e use-a na última planta; nade ao redor da plataforma central, suba e liberte a estátua;

3-3 – a terceira cena mostra a mãe de Meia sendo queimada em uma cruz, Meia se lamenta pelo fato da mãe não tê-la ouvido sobre sua devoção extrema aos deuses; alguém aí falou em caça às bruxas?;


4 – o quarto esconderijo de Meia é bem no começo da dungeon; o caminho para a porta fica à direita, use os muros e entre na quinta porta (a porta central será a última);

4-2 – bem simples: apenas siga saltando nos botões até fazer cair um barril; pegue-o e pule pro começo da sala, jogue o barril sobre o botão e salte para estátua; a cena mostra os homens encapuzados procurando por Meia na casa de sua mãe; após irem embora sem achar ninguém, a menina sai debaixo da cama e chora, com medo de morrer como sua mãe;


5 – Meia está próxima das duas plataformas flutuantes;

5-2 – o negócio agora é mais na sorte do que qualquer coisa: acerte as duas alavancas para fazer os blocos de pedra pararem em uma posição que dê pra subir e pisar nos botões; feito isso, liberte a estátua e mais uma cena vai aparecer, dessa vez mostrando Meia já usando seus poderes de cura de pesadelos; a menina diz que, durante suas curas, descobriu que não somos governados por um deus, mas sim, por um demônio disfarçado de deus, causador de todos esses pesadelos;

aqui vai um pouco da sorte para parar os blocos na posição correta


6 – a menina está no caminho da última porta, à direita da dungeon;

6-2 – apenas caia na água e siga nadando pela esquerda, dando a volta na sala; pegue a tocha e jogue por cima do arbusto na planta; pegue o barril e volte, usando-o para subir a escada e pule para estátua; a última cena mostra Meia chegando até Inoa, sendo interceptada por Melzas; Meia promete à sua mãe que vai destruir Melzas, custe o que custar;

Antes de falar com Meia novamente, siga para o sul de onde você saiu e pegue um Gilded Falcon no baú ao lado do save point. Siga até a porta central restante e Meia vai propor outra brincadeira. A coisa é simples: enquanto ela fala, ande entre os blocos e se esconda. Se ela, ao terminar de falar, te ver, terá que começar denovo. Após a brincadeira, entre na porta para sair do sonho de Meia.

esconde-esconde com Meia

Uma cena mostra dois seres estranhos saindo de um buraco antes fechado, ao lado do moinho, que fica à direita de Inoa. Saia da casa de Myra e fale com Septimus, que vai ficar contente em saber que Meia não confirmou suas suspeitas. Na verdade, Meia pode ser uma importante ferramenta na luta contra Melzas, afinal, ela também é uma Dreamwalker.

Enfim, ao acordar na casa de Jess, desça as escadas e Jess dirá que Nava quer falar com Alundra. Desça até lá, Meia vai sair da casa do homem dizendo que ele provavelmente escolheu Alundra mesmo, mas que tanto faz, seus esforços continuarão. Entre e fale com Nava. Ele comenta sobre a passagem aberta no moinho e fala sobre Nirude, o único sobrevivente do povo gigante que habitava a região interligada por aquela abertura. Melzas pelo visto já andou visitando o cara e o usando para o mal. Nava pede que Alundra vá até lá, e, pra isso, lhe entrega o Spring Bean, feijão mágico que faz crescer plantas parecidas com molas, mas somente nos vasos certos. Percebe o vasinho redondo na casa de Nava? Esse é o tipo de vaso espalhado pelo jogo onde devem ser usados os Spring Beans. Detalhes: o item é infinito, assim como as bombas. Ali mesmo, no baú da estante, pegue um Gilded Falcon.

Na próxima parte, teremos um capítulo especial apenas com exploração de cenário. De posse da Power Glove e dos Spring Beans, são muitos baús, itens e até artefatos a serem encontrados. Até lá!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s