Análise: Super Street Fighter II Turbo HD Remix

Zeus! Your son has returned! I bring the destruction of Olympus!

Brincadeira, eu voltei mas só trouxe um postzinho sem vergonha mesmo.

Não sei se há muitos que concordam comigo, mas Super Street Fighter II Turbo pra mim foi um jogo não muito bem aproveitado. Foi lançado menos de 6 meses depois do Super e apesar de trazer vários golpes novos (inclusive os Super Combos que foram implantados nele) e a estreia de Akuma, o personagem mais badassmothafucka da série, acabou tendo menos respaldo que o anterior. Um dos motivos talvez seja o fato de sua versão caseira só ter sido lançada para 3DO inicialmente, enquanto o anterior foi amplamente difundido no Snes e no Mega Drive (Playstation e Saturn não existiam na época e só receberam os dois jogos em 1997). Vale lembrar também que SSFIIT é um jogo FUDIDAMENTE DIFÍCIL no arcade, o que afastava até os jogadores medianos, eu mesmo não me lembro de já ter conseguido terminá-lo sem usar continues, o que é algo normal em praticamente todos os jogos da série. Pra piorar um pouco, em 1995 ainda foram lançados mais dois jogos da série, o asqueroso Street Fighter: The Movie e um pouco depois, o Street Fighter Zero, que fez um sucesso enorme e enterrou de vez a série “II”.

super-movie-zero

Como enterrar uma saga? Basta lançar um tolete de merda entre o último jogo da anterior e o primeiro da nova saga.  (A foto de cima é do Hyper Street Fighter, mas a aparência é a mesma.

Embora não tenha feito muito sucesso com o povão, o SSFIIT é bem popular entre os jogadores reais-brutais-verdadeiros. É fácil encontrar vários vídeos de campeonatos de nível altíssimo por aí.

Agora uma pergunta fácil a vocês, leitores: O que a Capcom faz quando vê uma oportunidade de ganhar uma grana?

Se você respondeu: “Ela espreme a fonte até que o último centavo escorra!” ou algo parecido, parabéns, você conhece bem a nossa querida Capcom.

E assim, 15 anos depois do lançamento do original, Super Street Fighter II Turbo HD REMIX foi lançado.

A Capcom é mundialmente conhecida por arrancar o nosso dinheiro sem dó, mas aqui temos que admitir, a extorsão foi feita com classe, pois esse jogo é uma obra prima. As músicas foram todas re-re-re-re-remixadas mas sem se descaracterizarem, enquanto as animações dos personagens e os ótimos cenários (ok o do Ryu era e continua sendo uma bosta) foram refeitos e ficaram lyndhos em 1080p.

Melhorou muito ou pra caralho?

Para aplicar as mudanças da forma correta, são utilizados dois modos de jogo: Classical Arcade e HD Remix. 

No Classical Arcade, o jogo é exatamente igual à versão original, todas as gambiarras funcionam do mesmo jeito de sempre aqui. Você olha pra tela e vê um jogo novo, mas rapidamente percebe que está jogando a versão de 18 anos atrás, com todos os seus defeitos e qualidades. Ah, e se você for muito nostálgico, pode jogar com a skin antiga do seu personagem (Como o T. Tawk da esquerda) em cima do cenário em HD , é até engraçado e talz, mas seria mais bacana se desse pra usar a versão antiga dos cenários também. 

Já no modo HD Remix, a coisa muda completamente de figura, todos os personagens foram totalmente rebalanceados, vários comandos foram alterados e alguns tem até golpes novos ou removidos. O super combo do Guile por exemplo, não tem mais aquele comando filho da puta que em 50% (se você for bom com ele, senão sobre pra 98%) das vezes falha na hora H e você se fode, agora basta carregar na diagonal da defesa agachado e fazer a meia lua até a diagonal do pulo pra frente, muito mais preciso. Além disso há mudanças em hitboxes, tempo de recuperação e de invencibilidade em muitos movimentos, o que faz do modo HD Remix um outro jogo.

Ainda há a opção para mexer individualmente em dezenas de alterações que foram feitas da versão original para essa, como por exemplo a possibilidade de fazer o Super Combo da Chun-Li ou E. Honda e segurar pra frente pra ir andando até o ponto onde se quer acionar o golpe e só então acioná-lo.    

A linguinha da Cammy agora é em High Definition, Manolo!


Resumindo, Super Street Fighter II Turbo Plus Aplha Zero The Movie EX Hyper Special Shoryuken Arcade 5A Ultra Shoryuken HD Remix é uma ótima opção tanto pra quem não aproveitou a versão original como pra quem jogou bastante, pois são dois jogos muito distintos apesar da aparência. Não faço ideia de quanto custa na Live, mas na PSN Brasileira sai por R$ 20,99, valor mais do que justo, ainda mais considerando que a Capcom dá um grande suporte para ele, como no Brasil Game Show 2012, em que ele esteve entre as categorias do Torneio de 25 anos da série, inclusive dando vagas para as finais, que acontecerão em São Francisco no final do ano.

E falando em Brasil Game Show, esse vai ser o tema do meu próximo post, ainda esse ano  mês.

 

 

 

3 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s