Detonado de Bolso – Chrono Trigger (SNES) – Parte 7 – Nada é tão Estranho que não Possa Ficar Ainda Mais

Começo o capítulo de hoje pedindo desculpas pela demora na atualização, mas agora acabaram os feriados do ano, acabou a folga! Lavos precisa ser detido!

  • Parece, SÓ PARECE, que Max me deixou logo na fuça de um tremendo chefão, mas Nizbel II é um verdadeiro passeio no parque. A defesa dele cai brutalmente quando sofre ataques de trovão, então abuse dessa sua habilidade herdada do Raiden, principalmente o ataque conjunto Crono + Ayla (Mordida/Bite).
  • Depois saia fora do castelo para mais uma entrada à direita, detone os lagartos e pise no botão do MEIO da sala, esse vai revelar um save point, examine a cabeça para abrir e aperte o botão na sala, abrindo o portão central dessa parte do castelo.
  • Só para matar sua curiosidade, o botão da esquerda abre o piso, e o da direita faz alguns inimigos caírem.

  • Passando pelo portão do meio, encontramos Azala, ela meio que foge mas a luta é inevitável.
  • Do lado de fora, Azala apresenta o seu bichinho de estimação, o medonho TiranoNegro. A luta não é tão difícil como parece, comece atacando pesado Azala com seus melhores ataques duplos, apesar de arrancar pouco HP (por volta de 400 cada ataque “Mordida” por exemplo) ela vai cair logo, e a partir daí você passa a atacar com a mesma estratégia o TiranoNegro.
  • Minha dica é esperar ele começar uma contagem regressiva de 5 até 0, nesse momento a defesa dele vai estar quase nula e os ataques vão ser mais eficazes, mas também não deixe de estar com seu HP totalmente cheio quando a contagem chegar em zero, o ataque é bem forte.
  • No fim da luta, Lavos cai na terra, bem em cima do Lar dos Répteis, extinguindo toda espécie, Ayla convida Azala para fugir com eles nas aves, mas Azala prefere a morte e assim acontece.
  • Com a destruição do castelo, uma enorme cratera se forma no lugar e um conveniente portão do tempo se abre, entre para ter uma surpresa.

  • Você chega em uma terra coberta de neve e ventando forte, o único lugar que você pode ir é um domo à leste, entre e você será transportado para uma estranha cidade flutuante.
  • Sua primeira parada é em Enhasa, lá você vai encontrar um estranho garotinho com um gato que te fala algo assustador, “Um de vocês morrerá em breve…” como ele sabe disso?
  • Veja que alguns livros podem ser abertos e deles sai um elemento. Abra-os na ordem água (lado direito, acima), Vento (lado esquerdo, acima) e Fogo (entrada), uma passagem se abre e um Nu está lá te aguardando.
  • Desafie os Nus, aqui é preciso um pouco de estratégia, os Nus da esquerda e da direita da fileira de cima e o central da fileira de baixo atacam te deixando apenas com 1 ponto de HP, os outros tiram 1 HP por ataque, isso significa que eles podem matar você, abuse do ataque combinado Falcão e seja esperto com os tônicos.
  • Vencendo os Nus você ganha 1 Pt. Velocidade e 1 Pt. Mágica.

  •  Agora siga para o próximo ponto de acensão, chegando na cidade de Kajar.
  • Aqui, faça o mesmo esquema dos livros, primeiro abra o da água, que está do nado leste, o do vento está no lado oeste e o do fogo ao centro. Na sala que se abre tem um boneco Poyozo com uma Rocha Negra dentro, não deixe de pegar esse item.
  • Converse também com a garota ao lado de uma planta, ela diz que tem ordens para queimar a planta mas está com pena, aconselhe-a a plantar secretamente e mais à frente teremos uma surpresa.
  • Depois siga para a sala do lado leste acima, lá você encontra Sara, a tia do garoto sinistro da cidade anterior, aquele que falou que alguem vai morrer em breve. Depois de um diálogo e um esquema com um pendante parecido com o de Marle, siga-a para a sala central.
  • Oops, o nosso pendante do Paraguai não abre a porta… então leve-o para um upgrade na máquina Mamon, na sala à esquerda, depois tente novamente abrir a porta por onde Sara passou.

  • As pessoas atrás daquela porta não estão nem um pouco contentes com a sua invasão.
  • Agora teremos que lutar contra um Golem, é uma luta que você pode vencer ou perder, não importa porque o destino é o mesmo. O Golem ataca de acordo com o ataque que ele recebe, ou seja, se você ataca com água, ele vai mandar água de volta, se for trovão, raios pra cima de você, e assim por diante.
  • Depois da luta, você será preso pela rainha, Sara então tenta te libertar, fala para você ir salvar Melquior, mas antes que ela termine o discurso, aquele estranho profeta aparece e BANE Crono e sua turma desse período do tempo, selando o portal.
  • Hora de viajar no tempo, vamos para o futuro porque, como você já deve ter percebido, o pendante agora abre aquelas portas com um selo estranho, e o futuro é cheio delas.

Hora de sair catando caixas e portas com o selo estranho, e isso é uma tarefa para o nosso explorador favorito, Max Carnage.

Até a próxima!

8 comentários

  1. Faltou avisar que não é bom atacar o Golem com ataques físicos, ou ele tasca uma chuva de projéteis muito pior que qualquer mágica. Usar a habilidade de roubo da Ayla também conta como ataque físico: se quiser tentar, pode conseguir um ponto de mágica, mas outro personagem tem que lançar um ataque mágico no bicho logo depois.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s