MARATONA SNES – Dia 23 – Trabalhar em Equipe é Muito Melhor

Juntem suas equipes e vamos together as one encarar mais 10 desafios no nosso console preferido. Rock on!



maratona23

[221] The Lost Vikings
Silicon & Synapse, 1992
Side scrolling/Puzzle/Plataforma

221-LostVikings

Matt: Eis um belo espécime que sofreu mutação de puzzle com plataforma e ainda juntaram uma gozada história com 3 vikings e deu nisso aí. Estratégia e muita bizarrice num belo game que merece ser debulhado sem Gamefaqs.

Max Carnage: Cara. Los Vikings é foda! O 2 gosto mais ainda, mas esse a gente vê depois😉

[222] King Arthur’s World
Jaleco, 1993
Estratégia

222-KingArthursW

Max Carnage: Caaara! Quando o jogo começou pensei “ah puta que pariu, lá vem mais um jogo de estratégia”. Tipo, eu odeeeeio jogo de estratégia. Mas quando comecei a jogar saquei que é aquelas estratégias em tempo real tipo Lemmings e achei muito massa! Você controla o rei Arthur que sai pela fase tentando chegar até o tesouro com o empecilho de ter uns filhos das putas querendo impedir. Assim você abre o menu e seleciona os bonecos certos para abrir passagens, defender, atacar, etc. Tipo Lemmings mesmo.

Matt: Joguete bem bacana que utiliza o famigerado mouse do SNES, aquele periférico que ninguém tinha, salvo os que compraram Mario Paint. Voltando ao Rei Arthur, é um estratégia de “levar o bonequinho até a saída”, tipo Lemmings mesmo, só que melhor.

[223] Shaq Fu
Delphine Software, 1994
Luta

223-ShaqFu

Matt: Houve uma época onde jogadores de basquete começaram a ficar extremamente populares e a galera oportunista não perde a chance de ganhar um troco com esses grandalhões, aí surgiram filmes e games ruins pra todo lado, Shaquille O’neal não escapou e teve aquele filme que ele é um gênio bizarro e esse jogo feioso e péssimo.

Max Carnage: Po cara. Eu não odeio tanto assim esse jogo. Vai ver pq lembra parte da minha infância. Mas podia ser bem pior, né? Lembrando que eu detonei essa bucha num dos FTW Challenge.

[224] Lufia & The Fortress of Doom
Taito, 1993
RPG

224-Lufia1

Max Carnage: Lufia é mais um RPG estilo japonês que por algum milagre veio parar no ocidente. Apesar desse estilo ter grandes representações no SNES, Lufia deixa a desejar pelas músicas repetitivas que chegam a dar dores de cabeça, encontros aleatórios muito frequentes e muito pouca ação no jogo. Tá fanboys, to preparado pra ouvir.

Matt: O único Lufia que curti e joguei até o fim foi o dos Sinistrals, o segundo do SNES. Esse aqui a gente até tenta, mas é muito irritante e chato de verdade, talvez os RPGistas mais hardcore curtam. Diz aí, Diego Batera.

[225] Sink or Swim
Titus, 1993
Puzzle

225-SinkSwim

Matt: Um puzzle que foi portado do AMIGA, aquele computador que ninguém tinha. O negócio aqui é salvar os mecânicos, esquimós e tripulantes desesperados antes que o navio afunde.

Max Carnage: Surpresas que as locadoras escondiam da gente. Joguinho divertido que muita gente podia ter conhecido.

[226] Barkley Shut Up and Jam!
Accolade, 1994
Basquete

226-Barkley

Max Carnage: Quando o game vem da mesma produtora do Bubsy geralmente arrepia-se os pelos do saco de modo que nenhum sabão cra-crá desenrole, mas let’s shut up and review it. Aqui você joga com dois caras contra dois do computador (ou do seu camarada se tiver jogando de dois) e parte pra um jogo bastante rápido em alguma rua dos Estados Unidos. Bem simples, iguais a esse você já jogou mais de cem.

Matt: Barkley Cale-se e Geléia! Lembra que eu falei acima sobre os astros do basquete e games ruins? Eis outro exemplo.

[227] P.T.O.: Pacific Theater of Operations
KOEI, 1992
Estratégia

227-PTO1

Matt: Esse jogo de estratégia pesada é para quem curte o assunto, a treta acontece na janela do Oceano Pacífico onde desenrola as batalhas sanguinárias contra os japas na segunda guerra, aí é calcular os gastos com armas e combustível e sair pra resolver a parada na água.

Max Carnage: Caraaaa, pra puta que pariu! Levou só um aninho até o jogo começar pra ser essa chatice de jogo de tabuleiro de novo😐

[228] Operation Logic Bomb
Jaleco, 1993
Ação

228-OperationLogicBomb

Max Carnage: Mais um jogo que não conhecia e me surpreendeu por ser muito bom. Aqui você joga um cenário único, matando sequências de robôs e liberando outras salas até chegar no chefe ou ir cumprindo seu objetivo.

Matt: Um jogo desconhecido pra mim que terminou viciando. Os gráficos são legais e a jogabilidade bacana, apesar de ser fácil.

[229] Battletoads & Double Dragon: The Ultimate Team
RARE, 1993
Beat’em Up

229-BattleDragon

Matt: Olha só que bacana, o que todos queriam aconteceu aqui. Battletoads se juntam a Bimmy e Jimmy para pancadear geral pelo espaço, um mash-up muito bom e como sempre, bem difícil.

Max Carnage: Ta aí um jogo que você deveria jogar. Porrada desafiadora com fases bem variadas (rola até um Asteroids) e humilde pra você que é pobre que nem eu.

[230] Super Mario World 2: Yoshi’s Island
Nintendo, 1995
Plataforma

230-YoshisIsland

Max Carnage: Cara, SMW2 é, assim ó… como eu posso dizer… tipo… É MASSA PRA CARALHO!!! Depois do estrondoso sucesso de Super Mario World (jogado no very primeiro dia dessa maratona) a Nintendo disse: Porque não fazer uma continuação, mas não muito a ver com o primeiro?! E alguém disse “tá, desde que seja um jogo bom…”. Na verdade eles não devem ter dito nada disso, tendo em vista que esse jogo, obviamente, saiu primeiro no Japão e lá o mesmo não estava planejado para sair como o segundo jogo da sub-franquia Super Mario World (que lá saiu como o quarto game da franquia Super Mario Bros, o que levaria Yoshi’s Island a ser o quinto?). Bom, vou deixar o resto com o Matt que é um grande fã do encanador assim como eu;

Matt: Acho que esse jogo levou o sub título de Super Mario World 2 porque a Nintendo tinha medo que Yoshi’s Island apenas não venderia. Mas o jogo é fantástico, com gráficos únicos, nunca vistos em outro game, parece tudo pintado a giz de cera, tudo infantil e fofinho mas ao mesmo tempo um baita desafio, e ainda com dezenas de fases secretas e itens que precisam ser encontrados pelas fases para quem é doente por fechar 100%, tipo o Max.

Olho no vídeo do dia!

1 comentário

  1. Caaaaaaaaaara… Yoshi’s Island é um dos meus jogos favoritos do Snes! Joguei muito na infância, e jogo por emulador até hoje! Sensacional!

    Eu tenho um amigo que é viciado no Battletoads & Double Dragon. Particularmente não é um dos meus favoritos, mas reconheço que é muito bom.

    Também gosto do The Lost Vikings. Esse primeiro eu joguei bem mais que o segundo, mas não cheguei a zerá-lo.

    Quanto ao Lufia, eu gosto muito mais do segundo, que tem uma trilha sonora incrível. Esse primeiro eu achei meio fraquinho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s